Friday, December 23, 2016

O milagre do impossível / The miracle of the impossible - Pastoral da Cultura newsletter_pastoral_cultura@sapo.pt



There are parties to take lightly, Christmas and New Year! They should ask for deep reflections, and not stimulate, instead, forgetfulness or pantomimes favored by the euphoria of the party. I met and I know people who face the last night of the year in solitude, closing in a room listening to non-evasive music and reflecting on their reason for being in the world, accounting for what they did during the year that dies and meditating on the purposes To face the one who is born, what to ask oneself not to live passively.

Não são festas a levar com ligeireza, o Natal e a Passagem de Ano! Deveriam solicitar reflexões profundas, e não estimular, ao contrário, esquecimentos ou pantominas favorecidas pela euforia da festa. Conheci e conheço pessoas que enfrentam a última noite do ano em solidão, fechando-se num quarto a escutar música não evasiva e a refletir sobre a sua razão de estar no mundo, prestando contas do que fizeram durante o ano que morre e meditando nos propósitos para enfrentar aquele que nasce, o que pedir a si próprio para o não viver passivamente.

No comments:

Post a Comment